quinta-feira, 27 de outubro de 2011

A Origem da Civilização na Grécia

Por: Maykon Santos da Silva 1

A Grécia se formou em uma parte da península Balcânica, tento como limite natural três mares, o mar do Mediterrâneo ao sul, o mar Jônio ao oeste, o mar Egeu ao Leste e Albânia, Macedônia e Bulgária os norte. Esta região é quase o contrate das que as civilizações do orientes habitavam, pois devidos o terreno grego ser bastante montanhoso, não tinha o solo fértil tendo cultivar a agricultura em um solo pedregoso e pobre, então desta forma apenas conseguir produzir para a subsistência.
Os grandes numeram de montanhas combinado com a pobreza do solo, fez com que os aglomerados humanos desenvolvem-se por áreas distintas, espalhadas por todo o território grego.
Os gregos não são naturais da península Balcânica, são povos provenientes do Norte. Estes povos conhecidos como indo-europeus, acharam a Grécia com condições climáticas boas, como um clima sempre ameno. E habitaram a região.
Por volta do ano de 2000 a.C. diversos povos imigraram para a região grega, dominando os neolíticos que pela região viviam. Dos povos indo-europeus que se destacam são os: aqueus invadiram a ilha de Creta, destruiu a civilização que ali vivia e fundaram a cidade de Micenas; jônios dominaram a região de Creta; dórios dominaram o Peloponeso expulsaram os aqueus que viviam por ali e estabeleceram sua civilização.
Estes povos se encontravam em sua maior parte na península de Peloponeso, localizada ao sudeste da Grécia. Este região é marcada por ter um litoral bastante retalhado com muitas ilhas, como o solo inadequado para a agricultura devido às montanhas. Este fator faz os gregos devolver o comércio marítimo.
Isto possibilita aos gregos, expandir seus domínios fundando colônias no litoral do mar Mediterrâneo e na Ásia Menor.
Os antigos gregos nunca chegaram a realmente funda um país unificado. Sua organização era fundamentada em Cidades-Estados independentes, também avaliadas de pólis. O Estado grego é valido por todos os povos que o habitavam, por fazer uso na mesma língua, tinham costumes muitos semelhas e a crenças de deuses era a mesma em todos os povos.